the witcher

Thormund, de GoT, e mais dois bruxos em The Witcher

Kristopher Hijvu, famoso por viver o carismático Thormund em Game of Thrones, foi confirmado na segunda temporada de The Witcher. Ele viverá Nivellen, personagem que aparece em um dos contos de “O Último Desejo”, primeiro livro da saga The Witcher.

A sua presença confirma que a segunda temporada da série continuará adaptando os contos dos dois primeiros livros que não apareceram no primeiro ano. Já que muitos especulavam que a série já embarcaria nos romances, que começam a partir da terceira obra de Andrzej Sapkowski. Porém, pelo visto, isso só acontecerá no terceiro ano da série.

A escolha é bastante ousada, pois grande parte do público criticou a confusão na adaptação dos contos da primeira temporada. Isso porque a maioria deles se passam em momentos bastante distintos do tempo. A introdução da narrativa dos romances faria com que tudo se tornasse mais linear e simples de entender.

Nivellen é um aristocrata amaldiçoado. Quando Geralt o encontra e o confronta, conclui que este não é um monstro, já que é imune à prata e não causa efeito algum no medalhão do bruxo.

Lambert e Cöen também confirmados em The Witcher

Além de Nivellen, os bruxos Lambert e Cöen também foram confirmados na segunda temporada. O que pode causar ainda mais confusão para os fãs dos livros, já que estes não aparecem nas duas primeiras obras originais.

Eles devem aparecer em pelo menos três episódios e a presença deles deve estar ligada ao treinamento de Ciri, em Kaer Morhen. Visto que ao encontrar Geralt o treinamento da princesa deve começar.

Dos dois, Lambert é o mais famoso, pois, além de aparecer nos livros, ele também tem grande importância em The Witcher 3: Wild Hunt, o game mais famoso da franquia.

Paul Bullion viverá o bruxo Lambert, enquanto Yasen Atour será Cöen. A série deve voltar para o seu segundo ano em dezembro de 2020 ou começo de 2021.

Share

Tenho 23 anos, sou jornalista formado, trabalho com textos para internet há mais de dois anos e escrevo e gravo críticas de cinema desde o final de 2017, quando criei o canal no YouTube "16mm".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *