critics choice

Fleabag e HBO se destacam no 25th Critics Choice Awards

Na noite deste domingo, dia 12, aconteceu uma das premiações mais importantes da crítica americana. A 25ª edição do Critics Choice Awards reuniu mais de 400 pessoas (todos críticos de cinema e televisão) para votar nas mais de 40 categorias.

Essa é mais uma premiação que reúne cinema e TV. E nas séries, como aconteceu também no Globo de Ouro, a HBO e Fleabag, da Amazon Prime Video, dominaram.

Succession e seu protagonista, Jeremy Strong, venceram Melhor Série Dramática e Melhor Ator em Série Dramática, respectivamente. Bill Hader, por Barry, foi o Melhor Ator em Série de Comédia e Stellan Skarsgard, por Chernobyl, em Minissérie.

Regina King e Jean Smart, por Watchmen, fecharam os prêmios da HBO, com Melhor Atriz Principal e Coadjuvante em série de drama.

Fleabag venceu em Melhor Série de Comédia, enquanto seus atores Phoebe Waller-Bridge e Andrew Scott, ficaram com os prêmios de Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante em Comédia.

A Netflix surpreendeu na categoria de Melhor Minissérie com Olhos que Condenam, que bateu a favorita Chernobyl. El Camino ganhou Filme para TV e Toni Collete Melhor Atriz em Minissérie, por Inacreditável.

Confira a lista completa dos vencedores do 25th Critics Choice Awards:

CINEMA:

  • Melhor Filme: “Era uma vez em… Hollywoos”
  • Melhor Ator: Joaquin Phoenix – “Coringa”
  • Melhor Atriz: Renée Zellweger – “Judy”
  • Melhor Ator Coadjuvante: Brad Pitt – “Era uma vez em… Hollywood”
  • Melhor Atriz Coadjuvante: Laura Dern – “História de um casamento”
  • Melhor Ator/Atriz Jovem: Roman Griffin Davis – “Jojo Rabbit”
  • Melhor Elenco: “O Irlandês”
  • Melhor Direção: Sam Mendes – “1917” e Bong Joon-ho – “Parasita”
  • Melhor Roteiro Original: “Era uma vez em… Hollywood” – Quentin Tarantino
  • Melhor Roteiro Adaptado: “Adoráveis Mulheres” – Greta Gerwig
  • Melhor Fotografia: “1917”
  • Melhor Design de Produção: Barbara Ling e Nancy Haigh – “Era uma vez em… Hollywood”
  • Melhor Edição: Lee Smith – “1917”
  • Melhor Design de Figurino: Ruth E. Carter – “meu nome é Dolemite”
  • Melhor Cabelo e Maquiagem: “O escândalo”
  • Melhores Efeitos Visuais: “Vingadores: Ultimato”
  • Melhor Animação: “Toy Story 4”
  • Melhor Filme de Ação: “Vingadores – Ultimato”
  • Melhor Filme de Comédia: “Meu nome é Dolemite”
  • Melhor Filme de Ficção Científica/Terror: “Nós”
  • Melhor Filme em Língua Estrangeira: “Parasita”
  • Melhor Música: “Glasgow (No place like home)” – “Wild Rose” e “(I’m gonna) love me again” – “Rocketman”
  • Melhor Trilha Sonora: Hildur Guðnadóttir – “Coringa”

TELEVISÃO:

  • Melhor Série de Drama: “Succession”
  • Melhor Ator em Série de Drama: Jeremy Strong – “Succession”
  • Melhor Atriz em Série de Drama: Regina King – “Watchmen”
  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama: Billy Crudup – “The morning show”
  • Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama: Jean Smart – “Watchmen”
  • Melhor Série de Comédia: “Fleabag”
  • Melhor Ator em Série de Comédia: Bill Hader – “Barry”
  • Melhor Atriz em Série de Comédia: Phoebe Waller-Bridge – “Fleabag”
  • Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia: Andrew Scott – “Fleabag”
  • Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia: Alex Borstein – “he Marvelous Mrs. Maisel”
  • Melhor Minissérie: “Olhos que condenam”
  • Melhor Filme para a TV: “El Camino”
  • Melhor Ator em Filme para a TV ou Minissérie: Jharrel Jerome – “Olhos que condenam”
  • Melhor Atriz em Filme para a TV ou Minissérie: Michelle Williams – “Fosse/Verdon”
  • Melhor Ator Coadjuvante em Filme para a TV ou Minissérie: Stellan Skarsgard – “Chernobyl”
  • Melhor Atriz Coadjuvante em Filme para a TV ou Minissérie: Toni Collette – “Inacreditável”
  • Melhor Série Animada: “Bojack horseman”
  • Melhor talk show: “The late late show com James Corden” e “The late night com Seth Meyers”
  • Melhor especial de comédia: “Live in Front of a Studio Audience: Norman Lear’s All in the Family and The Jeffersons”
Share

Tenho 23 anos, sou jornalista formado, trabalho com textos para internet há mais de dois anos e escrevo e gravo críticas de cinema desde o final de 2017, quando criei o canal no YouTube "16mm".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *